quarta-feira, 4 de agosto de 2010

ÁVIDO DE AMOR

Dos olhos parte o brilho do sentir
Dos poros o suor desta avidez
Tu és meu alimento, meu sorrir

Deliro e vejo o céu em ti, mulher
Por um momento perco a lucidez
Num brado, o coração diz que te quer

Presença especial perfuma, apraz

Delícia em que me farto... Sou voraz!

Um comentário:

  1. Lindo desejo de amor em teus versos.Um abração,tudo de bom,chica

    ResponderExcluir